Saiba porque contratar um Seguro Habitacional GEO/SECURY

Seguro Prestamista. Por que contratar com a Geo/Secury?

A Geo Gestão Imobiliária foi  ao mercado para obter condições favoráveis para o setor imobiliário, e desenvolveu produtos com diversos benefícios para este setor.

Desde o inicio de suas atividades, há  mais de 15 anos, nomeou a Secury como seu representante credenciado para a distribuição dos seus produtos.

Com isso o setor imobiliário ganhou em competitividade nos custos e nos clausulados da apólice de seguro habitacional (com duas coberturas: MIP – morte e invalidez permanente do prestamista e DFI – danos físicos ao imóvel financiado) com condições especiais que se diferenciam dos produtos comercializados pelo mercado.

Então conheça abaixo as condições diferenciadas para o setor construtivo

  • Todo processo é disponibilizado via plataforma digital para aceleração de contratação prevendo inclusive a distribuição de certificado do seguro paras os prestamistas
  • ELEGIBILIDADE – No produto habitacional disponibilizado a idade exigida para admissão ao seguro é de 80 anos e 6 meses na soma da idade do prestamista com o prazo do contrato de financiamento
  • COBERTURAS –  Estão previstas as seguintes: Morte por Qualquer causa, Invalidez Permanente por Acidente e Invalidez Laborativa Permanente Total por Doença e DFI (danos físicos ao imóvel)
  • TAXAS – Este produto contempla taxa única independente da idade do mutuário prestamista, obedecendo o limite de 80 anos e 6 meses como indicado no item primeiro. A taxa para este produto (MIP) é: 0,021% sobre o saldo devedor que se altera todos os meses (Ex: saldo devedor de R$ 50.000,00 – custo mensal R$ 10,50 a ser cobrado do prestamista, juntamente com a prestação do principal)
  • PRÉ-EXISTÊNCIA – No produto MIP está prevista  cláusula de carência por 24 meses para doenças pré-existentes do conhecimento do prestamista no ato da assinatura do contrato; note que esta clausula diferencia o produto dos demais comercializados os quais, não concedem cobertura para qualquer tipo de doença pré-existente
  • CERTIFICADO – Todos os segurados receberão Certificado Individual informando as coberturas contratadas
  • PLACA HABITACIONAL – Este modelo serve para apresentar ao prestamista no ato da assinatura do contrato como referencia ao seguro e anterior a apresentação do certificado.
  • Seguro habitacional contempla duas coberturas (MIP e DFI) para os casos de empreendimentos de urbanização leva-se em conta apenas a cobertura MIP (Morte e Invalidez Permanente)

Quer saber mais, clique no Fale com um especialista que te atenderemos com o maior prazer!

Fonte: Geo 

Entenda o alto valor dos reajustes no Plano de Saúde

O ano de 2022 começou com a notícia de que a ANS (Agencia Nacional de Saúde Suplementar) aprovou o reajuste dos Planos de Saúde individuais e familiares em 15,5%, sendo o maior aumento percentual desde do ano 2000. 

Vale lembrar que esse valor percentual de aumento mencionado acima é voltado para os beneficiários que adquiriram o Plano de Saúde na modalidade individual, o reajuste na modalidade PME é diferente e é calculado de outra forma pelas seguradoras. 

Sabemos que o Plano de Saúde está entre os maiores desejos dos brasileiros, porém o aumento desse benefício faz com que muitos usuários mudem de plano, seguradora e alguns chegam a cancelar o benefício quando sofre o reajuste.  

Para que isso não aconteça é preciso estar por dentro de como funciona o reajuste no seu Plano de Saúde. 

Entenda a diferença de como é feito o reajuste no Plano de Saúde PME e Individual  

Os reajustes do Plano de Saúde acontecem anualmente, além do reajuste as seguradoras também são autorizadas a elevar o valor quando o beneficiário trocar de faixa etária. Mas vamos entender como funcionam os reajustes. 

PME 

A cada renovação de contrato (aniversário da apólice) é feito o cálculo de reajuste, esse cálculo leva em consideração alguns pontos, são eles: 

  • O IPCA (inflação do período) 
  • Procedimentos realizados durante o ano 
  • Custo dos serviços cobertos pelo plano 
  • Sinistralidade. 

O reajuste de sinistralidade é feito em cima da utilização de despesas medicas de toda a carteira PME de uma seguradora. 

Individual 

O reajuste nos planos individuais é calculado com base nas variações de despesas e utilização do benefício pelos usuários, assim como no PME é realizado o ajuste anualmente.  

Sendo assim, os reajustes tem que ser comunicados sempre antes do aniversário da apólice. 

Leia também este artigo: Rede Credenciada x Rede Própria no Plano de Saúde 

Como a prevenção interfere o aumento do Plano de Saúde Empresarial 

É essencial que companhias continuem investindo e oferecendo esse benefício, porém muitas empresas ainda não compreendem que desenvolver uma cultura para a saúde faz uma grande diferença no valor final do Plano de Saúde. 

Segundo a CHRO & Partner da Degoothi Consulting, Claudia Marchi em um artigo da Revista Apólice “há organizações que criam ações esporádicas ou que participam de campanhas, mas sem desenvolver uma cultura voltada para saúde. Para ela, isso é reflexo da forma como os gestores compreendem a saúde. “Ela não pode ser percebida como custo, porém é essa a visão que ainda persiste em muitas companhias”, afirma a executiva.  

As companhias podem aplicar campanhas de saúde em suas empresas e incentivar os seus funcionários a ter uma vida mais saudável, a prevenção ajuda na gestão das companhias resultando em boas práticas e valores para a empresa. 

Como diminuir os custos do seu Plano de Saúde? 

Faça uma consultoria com a Secury para entender melhor como funciona o reajuste do seu Plano de Saúde, e conhecer outras opções com melhor custo benefício.  

Fale com um Especialista Secury clicando no botão abaixo. 

 

Aumenta a procura por Seguro para Eletrônicos

Os registros de roubo de celular e equipamentos eletrônicos teve uma grande alta nos últimos anos e com isso a procura por um seguro para equipamentos portáteis cresceu no mundo dos seguros e entre o conhecimento dos consumidores. 

Em uma pesquisa feita pelo Departamento de Pesquisas em Economia do Crime da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (Fecap), mais de 100 mil celulares foram roubados na cidade de São Paulo, por isso a busca por proteção aumentou. 

O celular é um dos itens mais usados e muitos veem o celular como um investimento e o usam como ferramenta de trabalho, ficar sem prejudica a comunicação do dia a dia, agora imagina ser roubado ficar sem o celular e não ter como comprar outro, complicado né? Por isso ter um seguro faz total diferença em caso de roubo ou furto dos seus aparelhos. 

Vamos conhecer um pouco mais sobre o Seguro para Equipamentos Eletrônicos e entender mais sobre ele e suas coberturas. 

Como funciona? 

O Seguro para equipamentos eletrônicos serve para proteger seu celular, computador, tablet, câmeras, entre outros equipamentos, funciona em cima de coberturas com base no modelo do aparelho celular e memória, por exemplo. 

Quais as coberturas? 

A cobertura desse seguro é personalizada, fica a critério do cliente escolher o que melhor vai atende-lo. Mas entre elas as mais comuns e mais procuradas são: 

  • Roubo e furto (nacional e internacional) 
  • Danos elétricos  
  • Danos por água ou líquido 

Como funciona o reembolso? 

Por ser um seguro que protege o dono e seus equipamentos eletrônicos contra eventuais danos físicos ou algo repentino gerando perda do bem existe o reembolso, é importante se informar como essa condição está na sua apólice, o valor pode ser parcial ou total do bem. 

Sabendo também que existe um prazo para o reembolso acontecer, geralmente varia de 15 a 30 dias, depende da seguradora. Pergunte tudo ao seu corretor! 

Como contratar um Seguro para equipamentos portáteis? 

Isso é fácil, basta falar com um Especialista Secury clicando no botão abaixo e faça sua cotação! 

 

Fonte: Idinheiros 

Aumenta a procura por Seguro Viagem no mercado

Período de férias chegou, muitas famílias aproveitam o mês de junho e julho para viajar e relaxar. O Seguro viagem é um produto que teve destaque na pandemia e continua sendo procurado e contratado pelos viajantes. 

Sabemos que programar uma viagem para outro país requer vários cuidados, afinal de contas a pessoa irá visitar uma região diferente do país de origem e é necessário calcular os imprevistos e se precaver deles para que os planos de curtir e relaxar não sejam interrompidos. 

Recentemente pesquisas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que o volume de atividades turísticas no Brasil cresceu 29,1 e o Seguro Viagem cresceu também, pois além de ser obrigatório para entrar em alguns países e também é uma proteção para o viajante em relação a sua saúde e em outras situações que possa ocorrer.  

Abaixo confira algumas situações que podem acontecer na sua viagem: 

  • Ter a bagagem extraviada 
  • Contrair uma doença 
  • Urgência odontológica 
  • Cuidados médicos 
  • Se contaminar com o vírus do Covid-19 
  • Voo cancelado, entre outras. 

Mas afinal como funciona o Seguro Viagem? 

Já ficou claro que o Seguro Viagem é essencial para garantir que sua viagem seja tranquila e segura diante de algumas situações que possam vim ocorrer certo? Contratar esse seguro deixará você e sua família protegidos. 

Leia também: Conheça o Seguro Viagem para viagem Nacional e Internacional

O que o Seguro Viagem cobre? 

O Seguro Viagem cobre principalmente atendimentos médicos de urgência e emergência, sendo um seguro completamente personalizado, na hora da contratação você irá definir que tipo de plano você irá querer e quais coberturas. 

A Secury tem parceria com a Coris que oferece o Seguro Viagem com diversos serviços, saiba quais:  

  • Assistência médica e odontológica;  
  • Translado médico;  
  • Assistência médica por prática de esportes;  
  • Reembolso em atraso cancelamento de voo  
  • Seguro de vida por morte acidental  
  • Bagagem extraviada  
  • Auxílio em caso de perda ou extravio de documentos 

Por isso, com todo esse crescimento na procura por um Seguro Viagem mostra que os cidadãos estão cada vez mais preocupados com sua segurança e bem estar, por isso se você vai viajar não deixe de fazer sua cotação de Seguro Viagem falando com um Especialista clicando no botão. 

 

Fonte: Terra

5 doenças comuns de inverno: saiba como evitá-las 

Com a chegada do frio no inverno os casos de gripe aumentam de 5 a 70%. A baixa temperatura e umidade do ar faz com que a concentração de poluentes seja maior e desencadeei nas pessoas doenças como, gripes e resfriados, bronquite, asma, amidalite e rinites alérgicas. 

No Brasil cerca de 25% da população sofrem com problemas respiratórios, sendo eles especialmente idosos e crianças, por isso a melhor maneira de evitar que esse número aumente é se prevenir. Como é um período mais frio as pessoas tendem a ficar em lugares mais fechados e com pouca ventilação, o que facilita a propagação de bactérias e vírus. 

Por isso para que seja evitado o crescimento de casos de gripes, ainda mais com a pandemia, é essencial que as pessoas procurem ir a lugares poucos ventilados e com aglomeração, lembrando também que tomar vacina contra o Covid-19, lavar as mãos, utilizar álcool em gel, cobrir a boca e nariz ao espirrar ou tossir e utilizar máscaras quando estiver gripado é o correto a se fazer. 

Com isso trouxemos algumas dicas para que você possa se proteger das doenças de inverno e passar por essa estação sem adoecer, sabendo quais as doenças mais comuns e como se prevenir. 

Quais são as doenças de inverno? 

Gripes e resfriados 

Mesmo com sintomas semelhantes a gripe e o resfriado são bem diferentes. O resfriado tem provoca espirros, obstrução nasal, coriza, tosse, dor no corpo, dura em média cinco dias podendo chegar a duas semanas, é transmitido pelo contato direto entre as pessoas. 

Já a gripe que pode ser causada pelo vírus influenza, tem os mesmos sintomas de resfriados, porém com febre alta, os sintomas são bem mais intensos e dura bem mais tempo. 

Bronquite 

Os broncos inflamam, impedindo com que o ar chegue até os pulmões, os sintomas principais são tosse acompanhado com secreção (catarro). 

Asma 

Uma doença bastante comum em adultos e crianças, é uma inflamação das vias aéreas e pulmonar que causa falta de ar, chiado no pulmão e tosse. 

Amidalite 

É uma inflamação nas amidalas, podendo ser viral ou bacteriana, trazendo dor de garganta, dificuldade ao engolir alimentos e febre. 

Renites alérgicas 

Sendo a mais comum entre as alergias a renite aparece em mudanças climáticas, causada pela inflamação ou irritação na mucosa do nariz, causando espirros, coceiras e entupimento do nariz. 

Como se prevenir e evitar essas doenças? 

Para que você consiga passar o mais saudável pelo o inverno e não ficar doente com algumas das doenças citadas acima siga as dicas abaixo: 

  • Evitar contato com o nariz, boca e olhos depois de tocar superfícies 
  • Use álcool em gel 
  • Lave as mãos 
  • Tenha uma alimentação saudável rica de frutas, vegetais e proteína 
  • Mantenha o ambiente da sua casa arejado e que receba a luz do sol 
  • Faça vacinação anual de gripe e doses de reforço contra a Covid-19  
  • Evite aglomerações e lugares fechados 
  • Pratique o auto cuidado com você e com quem você ama 

Mesmo com todas essas dicas é preciso estar sempre checando sua saúde e ter uma rotina saudável em toda época do ano, só assim você sempre estará com a sua imunidade lá em cima e dificilmente ficará doente. 

 

 Fonte: Hospital Oswaldo Cruz, Veja Saúde